Dieta Mediterrânica

Dieta equilibrada

A elaboração de uma dieta equilibrada consiste principalmente em escolher os alimentos a incluir na alimentação, de modo a que os nutrientes neles contidos cubram todas as necessidades alimentares.

Uma correcta nutrição deve necessariamente ser mista e equilibrada, incluindo alimentos de todos os grupos alimentares: lacticínios, cereais, carne, peixe, etc. Uma dieta equilibrada é aquela que disponibiliza ao organismo, de forma proporcional e em quantidades suficientes, os vários nutrientes necessários consoante a idade, sexo, actividade física e estado fisiológico.

A energia que o organismo obtém através da alimentação deve estar ajustada às necessidades do indivíduo e às calorias totais fornecidas por cada tipo de nutriente e devem apresentar-se dentro de limites adequados:

  • As proteínas devem fornecer entre 15% a 20% da energia total consumida.;

  • Os lípidos devem fornecer entre 25% a 35% da energia total consumida;

  • Os hidratos de carbono devem fornecer entre 50% a 60% da energia total consumida.

Recomendações para uma dieta sã

  • Abundância de alimentos de origem vegetal (ricos em fibra): frutas, verduras, frutos secos, pão, cereais, legumes, batatas, arroz;

  • Fruta fresca como consumo diário;

  • Eleger alimentos frescos (em detrimento de conservas, etc);

  • Eleição do azeite como gordura principal;

  • A energia fornecida pelas gorduras devem oscilar entre 25% a 35%. As gorduras saturadas não devem superar os 7% a 8% da energia (calorias);

  • Consumo de vinho com moderação (à refeição);

  • Ingestão moderada, mas regular, de produtos lácteos;

  • Consumo regular moderado de peixe, aves e ovos;

  • Ingestão de doces poucas vezes na semana;

  • Limitar o consumo de carne vermelha a algumas vezes por mês e não diariamente;

  • Realizar exercício físico regularmente.

As pizzas conquistaram um lugar importante na dieta quotidiana de muitas pessoas, sendo por isso importante conhecer um pouco a sua origem e propriedades nutricionais.

Desde as civilizações clássicas, que a massa cozida elaborada à base de farinha constitui um dos alimentos básicos da dieta mediterrânica. Nesta época encontramos os primeiros indícios do alimento que actualmente conhecemos como pizza, composto nesses tempos por pão cozido em fornos de barro, com queijo e ovo. Mas é no século XVIII, em Nápoles, que a pizza adquire a forma que conhecemos actualmente. A base de massa, queijo e tomate ganha rapidamente fama, tornando-se largamente apreciada quer no meio aristocrático quer pelo no meio mais popular.

Desde essa altura que a pizza vem evoluindo e cruzado fronteiras, sendo hoje mundialmente conhecida e apreciada e constituindo um dos pratos mais populares e completos da nossa dieta mediterrânica.

A Telepizza vem também acompanhando e promovendo este testemunho da gastronomia mediterrânica, composto por uma massa fresca de pizza inigualável e seleccionando sempre de entre os melhores ingredientes.